Blog

Impostos do Simples Nacional: vale a pena escolher esse regime?

Impostos Do Simples Nacional Saiba Tudo Sobre Esse Regime Tributário E Se Ele é A Melhor Opção - ConsultCont

Impostos do Simples Nacional para varejistas: vale a pena aderir?

Entenda quais são os impostos do Simples Nacional, como eles são calculados e se esse regime é o mais adequado para o seu negócio varejista.

Entender quais são os impostos do Simples Nacional é essencial para quem opta ou quer optar por esse regime tributário. Dessa forma, você, que é varejista, não corre o risco de cair em pegadinhas.

Pensando nisso, neste artigo, mostraremos quais são os impostos do Simples Nacional e se esse regime tributário é a melhor opção. Acompanhe!

Quais são os impostos do Simples Nacional? 

Antes de explicarmos sobre seus impostos, é importante explicar o que é o Simples Nacional. 

De modo resumido, ele é um regime tributário, ou seja, um conjunto de regras que define qual alíquota de imposto será cobrada de seu negócio.

Para se enquadrar nesse regime tributário, a empresa precisa ter um faturamento máximo de R$ 4,8 milhões por ano. 

É importante que você se mantenha dentro desse limite, assim, pode aproveitar os benefícios que esse regime tributário simplificado possui.

No Simples Nacional, oito impostos são reunidos em uma única guia, chamada DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional). São eles:

Imposto sobre Serviços (ISS)

Incidente sobre a prestação de serviços, esse imposto é de suma importância para empresas varejistas que oferecem serviços adicionais, como instalação, manutenção ou garantia estendida.

Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)

É o principal imposto estadual que incide sobre a circulação de mercadorias. Para varejistas, o ICMS é essencial, pois representa uma parcela significativa da carga tributária.

Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ)

O Simples Nacional também engloba o IRPJ, o que simplifica a tributação sobre o lucro das empresas varejistas.

Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) e Programa de Integração Social (PIS) 

Essas contribuições federais também são contempladas, proporcionando uma abordagem mais simplificada para o recolhimento.

Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)

É um tributo federal brasileiro que incide sobre o lucro líquido das empresas, destinado a financiar a seguridade social.

Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) 

É um tributo que incide sobre a produção e a importação de bens manufaturados, variando conforme a natureza e a origem do produto.

Contribuição Patronal Previdenciária (CPP)

Esse tributo é destinado à previdência social. Incide sobre a folha de salários das empresas, contribuindo para o financiamento da Seguridade Social e benefícios previdenciários. 

O Simples Nacional é a melhor opção para varejistas?

Ele pode ser uma ótima opção para varejistas, pois oferece algumas vantagens, como:

  • Redução da carga tributária: os impostos do Simples Nacional costumam ser menores do que os dos outros regimes;
  • Simplificação do pagamento dos impostos: o pagamento é feito em uma única guia, evitando multas e juros;
  • Facilidade na contabilidade: é preciso apenas emitir uma nota fiscal eletrônica e enviar o arquivo para o contador;
  • Acesso a benefícios e programas do governo, como o PRONAMPE e o SEBRAE.

No entanto, o Simples Nacional também tem algumas desvantagens, como:

  • Limitação do faturamento: esse regime tributário só é válido para empresas que faturam até R$ 4,8 milhões por ano;
  • Restrição de atividades: ele não abrange todos os tipos de atividades, como as que envolvem serviços financeiros, por exemplo;
  • Dificuldade na recuperação de créditos: o Simples Nacional não permite o aproveitamento de créditos de ICMS, IPI e PIS/COFINS;
  • Substituição tributária: ele não isenta as empresas do pagamento do ICMS-ST, que é um imposto antecipado sobre as operações de venda de mercadorias.

Portanto, antes de optar por esse regime, é preciso fazer uma análise cuidadosa das características do seu negócio. Para isso, é recomendável contar com a ajuda de um contador especializado, que poderá orientar você sobre a melhor escolha.

Você também vai se interessar em ler: 

Conte com a Consultcont para te ajudar!

Se você precisa de um especialista para te auxiliar, saiba que a Consultcont está disponível. 

Afinal, temos uma equipe de profissionais altamente capacitados e com a expertise necessária para te ajudar.

Sendo assim, não perca tempo e nos contate imediatamente para receber a ajuda que merece!

FALE COM UM ESPECIALISTA E DESCOMPLIQUE SUAS FINANÇAS

5/5 - (1 vote)

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Recomendado só para você
Faça a redução em sua confecção de roupas com a…
Cresta Posts Box by CP

Espere! Não vá embora antes de pegar o seu presente!

Preencha nosso formulário e adquira agora o seu guia completo e gratuito sobre o regime tributário do Lucro Real!
Ebook Lucro Real - ConsultCont